Escrito I – Parte 16

by F. Pergher

Parte 1 . Parte 2 . Parte 3 . Parte 4 . Parte 5 . Parte 6 .
Parte 7 . Parte 8 . Parte 9 . Parte 10 . Parte 11 . Parte 12 . Parte 13 . Parte 14 . Parte 15

Eu pretendia aparecer. O diretor se mostrou uma pessoa extremamente agradável, e depois de certo ponto da entrevista, já começava a me explicar qual seria minha função, e o que eu teria que fazer durante minhas tardes de arquivista. No fim, eu provavelmente passaria a maior parte do meu tempo ocioso na recepção, sendo que não tinha nada de atrativo, além, é claro, dos arquivos, na sala de arquivo.

Começaria a trabalhar no dia seguinte,e ao entrar na sala de arquivos, percebi que provavelmente eu não passaria a maior parte do tempo ocioso na recepção. Duas paredes inteiras da sala tinham gaveteiros que iam do chão ao teto, a outra tinha uma pequena escrivaninha e também um armário com gavetas na parte superior, e na parede na qual estava a porta de acesso à sala estava encostada uma estante cheia de instrumentos para usar no trabalho e gavetas com materiais diversos.

Em cima da escrivaninha, havia todo o tipo de bagunça passível de ser imaginada. Algumas gavetas abertas demonstravam que o estado do resto da sala não era muito melhor do que isso. Haviam pequenas janelas próximas ao teto sobre a estante, e fora isso, a sala era mal iluminada por lâmpadas fluorescentes. Minha função era colocar ordem naquele lugar.

Particularmente, não me incomodava um trabalho em que a exigência fosse de empilhar e guardar coisas, eu poderia fazer aquilo por tardes e mais tardes sem me cansar. O que me intrigava era como um curso pré-vestibular de abertura relativamente recente podia ter tanto a arquivar em suas dependências. Mas não cabia a mim questionar, por enquanto. Eu estava distraído demais pensando no tempo que perdi não tendo encontrado um emprego como este antes.

Não preciso dizer que depois de ter começado a trabalhar, os dias passavam cada vez mais rápido. Eu chegava mais cedo para conversar com Marcela – a recepcionista que sempre recebia os alunos desenterrando seu rosto redondo do jornal mais recente – e mal pude perceber quando havia passado uma semana.

Advertisements